Foguete Starship, da SpaceX, faz teste mais ambicioso até o momento

Astolf Gerard Filho
Astolf Gerard Filho

Veículo espacial é o maior já feito por humanos; empresa quer recuperar nave espacial para reutilizar em futuros testes e voos

A Starship, fabricada pela Spacex, faz seu teste mais ambicioso na manhã quinta-feira (6). Após três lançamentos experimentais, a empresa espacial liderada por Elon Musk quer recuperar pela primeira vez o booster Super Heavy, que dá a propulsão ao sistema de transporte espacial, para reuso em futuros testes e viagens. A cápsula (espaçonave) Starship deve fazer um retorno controlado à Terra.

Um período propício para o teste (janela de lançamento) se inicia às 9h (horário de Brasília) desta quinta-feira e deve durar por cerca de 2h. A Spacex disse em suas redes sociais que o lançamento pode acontecer por volta de 9h50.

O voo teste pode ser acompanhado ao vivo pelo perfil da empresa no X (antigo twitter). Veja abaixo.

O terceiro teste da Starship, realizado em 14 de março deste ano, representou alguns marcos para o projeto, incluindo a primeira reentrada atmosférica do conjunto (retorno à Terra), a primeira abertura da porta de cargas no espaço e uma demonstração de transferência de propelente (combustível). “O último teste forneceu dados valiosos para eventuais transferências de propelente entre naves, que possibilitarão missões como o retorno de astronautas à Lua sob o programa Artemis da Nasa [agência espacial dos Estados Unidos]”, diz uma nota da Spacex.

O programa Artemis planeja fazer o retorno da humanidade à Lua em 2025.

Neste quarto teste, a trajetória de voo deve ser semelhante a de experimentos anteriores, com a queda controlada da cápsula prevista para acontecer sobre o oceano Índico. O booster Super Heavy deve ter uma queda suave sobre o Golfo do México.

O que é a Starship?
A nave espacial Starship e o propulsor Super Heavy (conjunto conhecido como Starship) são um sistema de transporte espacial reutilizável — o que pode baratear futuras viagens à Lua e até a outros planetas. O conjunto pode transportar pessoas e equipamentos. Até o momento, é o maior e mais potente veículo espacial já construído pela humanidade.

O conjunto possui altura de 121 metros com 9 metros de diâmetro. A capacidade de carga e passageiros é de 100 toneladas a 150 toneladas.

Outros voos da Starship tiveram problemas
O segundo voo do Starship realizado pela SpaceX ocorreu em novembro de 2023, mas uma falha levou os engenheiros a perderem contato com a nave no espaço.

O Starship deixou a base da empresa de Elon Musk, também em Boca Chica, no Texas, por volta das 10h (horário de Brasília). O voo foi inicialmente bem-sucedido, já que o foguete conseguiu chegar ao espaço pela primeira vez. Porém, cerca de 10 minutos após o lançamento, a equipe da SpaceX em solo parou de receber dados do segundo estágio da nave.

Os engenheiros acreditam que o módulo se perdeu no espaço. O primeiro teste, em abril do mesmo ano, também teve problemas, terminando em uma explosão.

Share This Article
Leave a comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *