Pesquisadores da Ufal debatem evasão escolar, tecnologia e políticas públicas

Astolf Gerard Filho
Astolf Gerard Filho

Uma das graves sequelas da pandemia de covid-19 na educação foi a evasão escolar. Uma ferramenta tecnológica criada pelo Núcleo de Excelência em Tecnologias Sociais (Nees) tem contribuído para evitar que o problema se agrave. Nesta terça-feira (28), um painel virtual com pesquisadores do Nees, do Ministério da Educação do Chile e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) vai abordar como a tecnologia pode ajudar redes de ensino.

O tema será Reduzindo o risco de evasão escolar – O valor da tecnologia e o uso da informação para políticas públicas no Brasil e no Chile. O encontro on-line e gratuito acontecerá das 11h às 13h. Do Nees, participará o pesquisador Gabriel Fortes, membro do Observatório da Equidade Educacional. Ele apresentará o SAP, Sistema de Alerta Preventivo, a plataforma desenvolvida pelo Nees.

“A evasão escolar é um dos problemas mais importantes do mundo pós-pandemia. Durante esse período muitos estudantes tiveram suas trajetórias impedidas ou dificultadas durante a pandemia. Agora se percebe um esforço nacional e internacional em pensar como proteger essas trajetórias para trazer de volta alunos que estão fora da escola, mas também evitar que novos estudantes saiam do sistema escolar. Para isso a tecnologia é um ator importante nesta equação”, destaca Gabriel Fortes.

“O SAP é uma iniciativa que justamente visa solucionar o problema do risco da evasão chegando no problema antes que o estudante se desvincule de sua escola. A ideia no SAP é poder oferecer um ciclo completo de ação sobre esse problema: identificação precoce, análises justas, auxílio a tomada de decisão por parte da comunidade escolar e sugestões de ações ajustadas ao risco específico de cada estudante e escola”, explica Gabriel.

Além de Gabriel, que é da Universidade Alberto Hurtado (UAH), no Chile, os convidados são Analía Jaimovich (BID), Rocío Díaz (Ministério da Educação do Chile), Juan Pablo Valenzuela (Centro de Investigação Avançada em Educação, Chile), Cristian Cechinel (UFSC) e Mariana Beltrão Bandeira (SAP/Chile).

Share This Article
Leave a comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *